FAQ's

Resposta a algumas perguntas que poderão surgir…

Porque escrevo estes livros?

Ao fazermos uma breve análise do panorama atual das publicações que incidem sobre a temática da fiscalidade, facilmente chegamos a duas conclusões. Por um lado, os livros atualmente disponíveis são demasiado técnicos, escritos de especialistas para especialistas, com uma linguagem difícil de entender para o “comum dos mortais”. Por outro, é difícil encontrar publicações de carácer fiscal que estejam focadas numa determinada área de atividade ou tipo de negócio.

A escrita pretende precisamente colmatar estas duas lacunas. Se por um lado procurei utilizar uma linguagem simples, por outro o leitor poderá encontrar aqui um conjunto de casos práticos que o ajudarão a compreender facilmente as melhores soluções para cada situação.

O objetivo“maior”, ou seja, o propósito fundamental destes livros, é dar o meu humilde contributo para que o caro leitor, investidor, potencie os ganhos a obter nos seus investimentos, por via da poupança fiscal.

No fundo,eu quero que você, que lê estas palavras neste momento, ganhe mais dinheiro!

Porquê pagar impostos a mais, se pode legalmente pagar menos?!

A informação está aí, disponível mas dispersa, e consequentemente os empresários e investidores não lhe conseguem aceder, e muito menos estão em condições de, na generalidade dos casos, interpretá-la e avaliar a otimização de um investimento do ponto de vista fiscal. Isto é, transformar a informação disponível em conhecimento.

No passado, a simples posse de terra garantia poder. Depois, com a revolução industrial, a riqueza deslocou-se para os grandes industriais, baseada em produções em série e baixos salários. As coisas mudaram, e mudaram muito. Neste início do século XXI, muitos consideram o “conhecimento” como o maior ativo que cada um de nós pode ter. Nunca houve tanta informação disponível como hoje. À distância de um clique, temos acesso a dados sobre qualquer temática ou assunto. No entanto, é a capacidade de filtrar e utilizar a informação que distingue os investidores bem-sucedidos dos restantes. Conhecimento é sinónimo de poder, ou neste caso específico é sinónimo de mais rentabilidade do seu investimento. Ou seja, o conhecimento sobre as matérias fundamentais no âmbito do investimento imobiliário, entre as quais podemos claramente posicionar a fiscalidade, fará toda a diferença no “fecho de contas” dos seus investimentos.

Bem sei que este não é um tema fácil. Globalmente, enquanto povo, lidamos mal com o dinheiro. Não gostamos de falar de dinheiro. É uma questão cultural, em contraponto, por exemplo, com a cultura anglo-saxónica. Ter como objetivo enriquecer, ainda que de forma honesta e à custa do esforço e trabalho próprios, parece não raras vezes ser “olhado de lado”. Somos um país espantoso, e um povo enorme, mas esta característica representa parte do nosso “lado negro”, e que certamente nos impede de passarmos para outro patamar de desenvolvimento socioeconómico. Quando reflito sobre isto, recordo-me sempre da fábula do “Balde dos Caranguejos”. Se o leitor não conhece, aconselho-o vivamente a fazer uma breve pesquisa na internet. Verá que é uma ótima metáfora do nosso comportamento coletivo. Enfim, não podemos ser perfeitos...

Dentro da temática do “dinheiro”, o tema “impostos” é ainda mais difícil de abordar. Seja porque é algo de que ninguém gosta (repare que “imposto” também significa algo que nos é exigido de forma imperativa, sem que tenhamos escolha), seja pela dificuldade para o “cidadão comum” em entender as tecnicidades da fiscalidade, este tema é de difícil “digestão” para todos nós. Frequentemente, optamos pela “abordagem avestruz”, ou seja, preferimos não saber e esperar que, no final, paguemos pouco de impostos. Infelizmente, caro leitor, tenho más notícias para si: pagar poucos impostos sem aplicar o conhecimento necessário é uma utopia.

Porque decidi começar pelo imobiliário?

Terá esta questão uma mensagem subliminar? Será que o “começar” significa que irei escrever mais publicações deste género, mas dedicadas a outras áreas de negócio? A resposta é “sim”, mas deixemos isso para “outras núpcias”, e concentremo-nos agora nos investimentos imobiliários.

Vamos então responder à questão “Porque decidi começar pelo imobiliário?”. O imobiliário, e tudo o que está relacionado, é uma atividade económica incontornável no contexto da economia portuguesa. De facto, seja por más razões (crise2008-2013), seja por bons motivos (motor do crescimento económico no pós-crise,principalmente nas grandes cidades nacionais), o setor do imobiliário tem tido um papel central na história recente do nosso país.

Porque deve ler estes livros?

Costuma dizer-se que a consultoria fiscal é algo caro e apenas acessível aos investidores mais endinheirados. Pois bem, estes livros vêm contrariar essa lógica, disponibilizando dicas de poupança fiscal a todos os investidores imobiliários, abrindo assim oportunidades idênticas também para os pequenos investidores.

Depois de ler estes livros, e de assistir em exclusivo aos vídeos dos casos práticos com dicas imperdíveis, o leitor reunirá o conhecimento necessário para estar em condições de otimizar fiscalmente todos os seus investimentos na área do imobiliário. Ficará um especialista na área fiscal? Não. Mas não é esse o meu objetivo. Importa sim que, depois deste livro, o caro leitor entenda a linguagem do seu consultor fiscal, e consiga tomar as decisões de investimento certas, considerando conscientemente todas as variáveis fiscais que podem influenciar a rentabilidade a obter.

A quem se destina?

Estes livros destinam-se a todos aqueles que já investem ou pretendem começar a investir, bem como a todos os que têm interesse sobre estas temáticas. Efetivamente, o leitor poderá encontrar aqui um conjunto de dicas e conselhos que lhe permitirão maximizar a rentabilidade dos seus investimentos, através da redução da “fatura fiscal” dos mesmos.

O que vai acontecer depois de adquirir?

Conforme já referido, este livro é eminentemente prático. Destina-se a investidores que pretendem rentabilizar ao máximo os seus investimentos, e que por isso procuram pagar o menor valor de impostos possível, mas sempre cumprindo a lei.

Estes livros não são para ser lidos como um romance. Antes, é um manual prático, a o qual deverá recorrer inúmeras vezes no seu dia-a-dia de investidor. É desta forma que tirará o máximo proveito dos livros.

Depois de ter estes livros, e de assistir aos vídeos, o caro leitor/investidor estará melhor preparado para realizar os seus investimentos de forma mais informada.

Informação é, neste caso, sinónimo de poupança nos impostos e, por essa via, maior rentabilidade.

Sobre o autor

Marco-Libório.jpg

Marco Libório é consultor na área financeira e fiscal há cerca de 18 anos. Fundou a UWU Solutions em 2003, onde exerce funções de CEO e Senior Consultant. Paralelamente, é docente e formador deste o ano 2000, tendo...

Saber mais


Subscrição

Subscreva a nossa newsletter e fique a par de novos lançamentos.

A 2ª Edição do Livro "Como poupar em impostos no imobiliário" já está disponível!